Pesquisar

DIU – Anticoncepcional que vem conquistando mulheres do mundo inteiro

  • Compartilhar:
post-title

DIU: você sabe o que é?

Para evitar a gravidez indesejada diferentes métodos anticoncepcionais são utilizados. Apesar da pílula ser o mais requisitado até o momento pela maioria das brasileiras, um novo método contraceptivo, que até pouco tempo atrás não era nem cogitado, está conquistando as mulheres. DIU pode ser comprado em farmácias para ser implantando em consultório ou hospital por um ginecologista.

Este é o Dispositivo Intra-Uterino, mais conhecido como DIU, sendo procurado por não precisar se preocupar em tomar o anticoncepcional, além da ausência do risco de trombose. Hoje ele é o mais consumido no mundo, sendo usado por 1 em cada 4 mulheres que pretendem não engravidar.

Diferenças entre DIU de cobre e mirena

O DIU, feito de plástico flexível em formato de T. ferradura ou Y, é introduzido e retirado do útero por um ginecologista durante a menstruação. A colocação é simples e rápida, e pode ser utilizado por adolescentes e mulheres que nunca ficaram grávidas. Sua eficácia é de aproximadamente 99,2% para o DIU de cobre e 99,8% para o DIU hormonal, sendo extremamente baixa a falha do método. Além disso tem a duração de 5 a 10 anos, dependendo do escolhido.

Atualmente existem dois tipos, o DIU de cobre e o hormonal (Mirena):
DIU de cobre – O método não possui hormônio e não tem a função de impossibilitar que o ovário produza e libere os óvulos todos os meses. Este libera íons de cobre para imobilizar o esperma e atrapalhar a sua mobilidade no útero. Se o espermatozoide conseguir passar a barreira, caso raro de acontecer, o  não permite a implantação do óvulo fecundado na parede do útero.

Hormonal (Mirena) – Este dispositivo é fabricado com um hormônio que começa a ser liberado. Assim que colocado no útero, dificultando a ovulação. Sua eficácia é dada pela pequena distribuição de progesterona, tornando o muco do colo uterino mais espesso, afinando o endométrio e dificultando a mobilidade do esperma em encontrar o óvulo.

O uso de ambos pode ser interrompido a qualquer momento caso a mulher queira engravidar. Assim que é retirados, a fertilidade volta instantaneamente ao nível anterior a colocação. Para saber se você pode fazer a colocação do ou qual deles é mais indicado. Para o seu corpo é preciso consultar um médico e realizar todos os exames necessários para a verificação.

Para tirar as dúvidas, fale com um ginecologista da Kompa. 

Tags:

Redator da equipe Kompa Saúde.
Comentários
Precisando de uma consulta médica?
Precisando de uma consulta médica?